Ministro da Saúde não descarta importar vacina contra febre amarela

febre_amarela
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse nesta terça-feira, 28, que o governo federal está “controlando bem” a febre amarela no País, mas cogita a importação de vacinas, mesmo tendo distribuído 20 milhões de doses extras.
“Estamos controlando bem a febre amarela. Já distribuímos 20 milhões de doses extras de vacina. Estamos com plena capacidade de produção da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Inclusive, se precisar, importaremos vacina. Mas não é o caso”, afirmou o ministro, durante um seminário na capital paulista organizado pelo jornal “Folha de S.Paulo”.
A preocupação é que a febre amarela chegue às áreas urbanas. Segundo Barros, o governo tem combatido e controlado os focos em Estados com risco de transmissão, como Bahia, Espírito Santo, São Paulo e Rio de Janeiro. “Vamos controlando os focos para que não tenhamos a urbanização da febre amarela”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *