Bolsonaro diz que não poupará ‘esforços’ para restabelecer democracia na Venezuela

BOLSONAROO presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (28) que não poupará “esforços” para restabelecer a democracia na Venezuela. Bolsonaro fez um pronunciamento no Palácio do Planalto ao lado do autodeclarado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, após os dois se reunirem na tarde desta quinta em Brasília.

A Venezuela enfrenta uma profunda crise, e o Brasil considera Guaidó presidente interino do país vizinho. “Nós não pouparemos esforços dentro – obviamente – da legalidade, da nossa Constituição e de nossas tradições, para que a democracia seja restabelecida na Venezuela. E todos nós sabemos que isso será possível através, não apenas de eleições, mas de eleições limpas e confiáveis”, afirmou o presidente brasileiro.

Bebianno é demitido 5 dias após ser chamado de mentiroso por filho de Bolsonaro

bebianoO porta-voz do governo de Jair Bolsonaro, Otávio Rêgo Barros, confirmou nesta segunda, 18, que o ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, sairá do cargo. Ele é o protagonista da maior crise nos primeiros meses do novo governo, suspeito de irregularidades em campanhas do PSL e envolvido em rusgas com um dos filhos do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ).

Em nota lida pelo porta-voz, Bolsonaro deseja “sucesso na nova caminhada” e agradece Bebianno por sua “dedicação”. Ele disse que o motivo para a demissão do ministro é assunto de “foro íntimo” do presidente. Rêgo Barros também disse que “desconhece a informação” de que um outro cargo teria sido oferecido a Bebianno como alternativa para deixar a pasta por conta própria, como foi noticiado.

O porta-voz confirmou que o general Floriano Peixoto Vieira Neto é o novo ministro da Secretaria-Geral da Presidência, conforme antecipou o Estado. O porta-voz afirmou que Floriano ocupará a pasta “de forma definitiva”. “Não há possibilidade de mudança na estrutura da pasta”, disse Rêgo Barros.

Em meio à crise do governo com Bebianno, Onyx se reúne com Bolsonaro no Palácio do Alvorada

PLANALTOO ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro na residência oficial do Palácio da Alvorada no fim da manhã deste sábado (16). O encontro ocorreu em meio à crise envolvendo o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno.

Onyx ficou cerca de uma hora com o presidente. Ele chegou ao Alvorada dirigindo o próprio carro e, de vidros fechados, não quis falar com a imprensa nem na chegada nem na saída.

A situação de Bebianno dentro do governo se desgastou nesta semana, principalmente depois que ele foi desmentido em uma rede social por um dos filhos do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro. A postagem foi compartilhada por Jair Bolsonaro.

A crise com Bebianno começou após o jornal “Folha de S.Paulo” ter publicado reportagens sobre suspeitas de candidatos “laranjas” do PSL nas eleições do ano passado. O partido era presidido pelo agora ministro.

Bolsonaro vai exonerar Bebiano na Segunda-feira (18)

bebianoO ministro da Secretaria-geral, Gustavo Bebianno, confirmou, no início da tarde deste sábado (16), que o presidente Jair Bolsonaro indicou que vai exonerá-lo na próxima segunda-feira (18). Ao deixar o hotel onde mora, em Brasília, ele afirmou que está com a consciência tranquila e que ainda tem “carinho” pelo presidente.

Apesar da sinalização de que será demitido, Bebianno disse que ainda aguarda a formalização da exoneração na edição do Diário Oficial da União (DOU) de segunda-feira. Em reunião, ontem, Bolsonaro sinalizou que quer exonerar o ministro e ofereceu a ele um cargo na diretoria de Itaipu Binacional, embora a possibilidade seja vedada pela Lei das Estatais. A oferta foi prontamente recusada por Bebianno. “Não estou aqui por causa de emprego”, justificou hoje.