Estradas e Segurança pautam horário de líderes na Assembleia Legislativa

A atual situação das estradas do RN e os problemas na segurança pública foram destacados no horário de líderes durante a sessão plenária desta quinta-feira (2) na Assembleia Legislativa. Primeiro a se pronunciar, o deputado Dr. Bernardo (PSDB) comemorou a assinatura, que acontecerá nesta sexta-feira (3), da Ordem de Serviço para início do primeiro lote de obras de recuperação de estradas.
 
“A assinatura da ordem de serviço pela governadora é das boas notícias a se comemorar.  Todos nós sabemos que um dos maiores gargalos, um dos maiores dramas que a população do Rio Grande do Norte passa, nesse momento, é a situação das estradas. Que aliás não é uma coisa nova, é uma herança que vem de outros governos, sem uma conservação adequada e nós acabamos chegando a esse momento dramático”, afirmou.
 
Dr. Bernardo citou que cerca de R$140 milhões a R$150 milhões  serão  investidos na região Oeste. “E ainda está semana, no máximo na próxima, deveremos ter o segundo lote, contemplando outras regiões. De forma que são mais de R$ 400 milhões que vão permitir a recuperação de vários trechos”, comemorou.
 
O deputado afirmou que a recuperação é basicamente um trecho novo onde não há mais condições de se fazer a conservação. “Estou muito feliz com isso porque foi um objeto de solicitação nossa”, disse.
 
Dr. Bernardo citou que os recursos irão contemplar, por exemplo, a recuperação do trecho de Tibau- Grossos, importante para o turismo da região, um pleito da comunidade. Também será contemplada a estrada de Baraúnas, Rodolfo Fernandes, Alexandria e a RN-117.
 
“Em breve já estaremos licitando com recursos do banco mundial para novos trechos de estradas. Num futuro bem próximo teremos estradas de qualidade no Rio Grande do Norte e quero parabenizar a governadora que tem lutado incessantemente para resolver essa problemática”, finalizou.
 
Coronel Azevedo (PL) chamou a atenção para recente pesquisa sobre o desempenho do governo. “A pesquisa constatou que o atual governo é desaprovado por 70% dos potiguares, que tem a pior educação do Brasil, um governo sem estradas e sem saúde “, encerrou.
 
A segurança pública foi o tema do deputado Adjuto Dias (MDB). Ele comentou a recente fuga de dois presos de Alcaçuz. “São incontáveis tentativas de fugas e queremos saber que medidas o governo tomou”, questionou.
 
Adjuto lamentou o veto governamental ao projeto de lei aprovado pelos parlamentares que autoriza prorrogação da validade do último concurso para a polícia. O projeto permite que os aprovados sejam convocados para curso de formação. “Poderia ser uma válvula de escape, uma saída para atenuar os problemas de segurança do RN”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *