Espécie Palmeira Carnaúba está ameaçada, diz UFRN

Quais são as ameaças e estratégias para a manutenção das populações naturais e produtos oriundos de uma palmeira economicamente relevante? Como aliar conservação e a exploração sustentável desses recursos frente às atuais condições sociais e econômicas dos extrativistas? Essas são algumas das indagações que levaram um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) a estudar a palmeira carnaúba (Copernicia prunifera), especificamente sobre as ameaças à diversidade genética da espécie. 

A cera de carnaúba é um dos principais produtos de origem vegetal da pauta de exportações do país. O valor da produção na extração de ceras e fibras da carnaúba movimenta mais de 230 milhões de reais por ano. Conhecida como “árvore da vida”, devido às diversas finalidades dos seus produtos, a carnaúba ocorre no bioma Caatinga, uma das maiores áreas de floresta tropical sazonalmente seca da América do Sul, que tem sido, no entanto, severamente afetada pela colheita insustentável dos recursos naturais.

Nessa perspectiva, o grupo, coordenado pelo professor Fábio de Almeida Vieira, da Escola Agrícola de Jundiaí e coordenador do Laboratório de Genética e Melhoramento Florestal (LabGeM), resolveu informar estratégias de conservação com base em estudo de diversidade genética, no qual foi avaliado se as populações naturais remanescentes da espécie em uma área intensamente explorada exibem evidências de impactos genéticos negativos.

Governo apresenta ações em apoio aos clubes potiguares que disputam o Campeonato Brasileiro

Com o objetivo de contribuir e estimular o esporte profissional, o Governo do Rio Grande do Norte vai apresentar ações em apoio e valorização dos clubes que representam o RN na série D do Campeonato Brasileiro 2021.

A solenidade acontece nesta segunda-feira (14), às 11h30 no auditório da Governadoria, com transmissão ao vivo pelas redes sociais do Governo E do Nota Potiguar.

Entre as ações, estão a aquisição de cerca de 10 mil itens esportivos das lojas do ABC e América para serem inseridos na campanha Nota Potiguar e também a aquisição de produtos e de mídia em espaços esportivos dos times.

Com mais de 80% de aproveitamento, Seleção chega a 100 gols de saldo com Tite

O técnico Tite segue ostentando números de respeito no comando da seleção brasileira. Com a vitória por 3 a 0 sobre a Venezuela, no domingo, na estreia na Copa América, ele alcançou mais uma marca expressiva: 100 gols de saldo. Em 55 jogos sob o comando de Tite, a Seleção marcou 119 vezes e foi vazada em 19 oportunidades.

Em média, o Brasil fez 2,16 gols por partida desde que o treinador assumiu o cargo. Já a média de gols sofridos é de 0,34. Ou seja, um a cada três confrontos. – Alto nível de equipe é criação e fazer gol. Solidez defensiva para não tomar gol. E é resultado, vencer. Quando se une os três fatores é alto nível – disse Tite, após a partida contra a Venezuela.

PRF prende homem por embriaguez ao volante e posse de droga em Mossoró/RN

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na noite deste domingo (13/06), no km 02 da BR 405, município de Mossoró/RN, um homem de 27 anos, por embriaguez ao volante e posse de droga.

Durante fiscalização de rotina, os Policiais Rodoviários Federais abordaram um ciclomotor de cor vermelha. O condutor do ciclomotor, que apresentava visíveis sinais de embriaguez, foi convidado a realizar o teste do bafômetro, teste este que indicou um teor alcoólico de 0.56 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Junto ao condutor também foram encontrados quatro aparelhos celulares (desligados) e duas garrafas de entorpecente do tipo Loló.

Indagado sobre a origem dos celulares, o homem respondeu que eram de sua propriedade e que os mesmos estavam desligados pois estavam sem bateria. Chegando a delegacia, verificou-se que todos os celulares tinham quantidade suficiente de carga. Diante dos fatos, o condutor recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil da comarca de Mossoró.

Fiocruz: produção e controle de qualidade do IFA levam 90 dias

vacina Covid-19 Fiocruz.

Desde a chegada dos bancos de células e vírus na semana passada, cientistas do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) deram início a uma maratona de cerca de três meses para produzir o primeiro lote nacional do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) da vacina Oxford/AstraZeneca contra a covid-19. Em ritmo de urgência, o trabalho requer alta precisão para evitar desperdício da matéria-prima, já que apenas 1 mililitro (ml) das células recebidas é o ponto de partida para a produção de 7 milhões de doses de vacinas. 

Em entrevista, o vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, Marco Krieger, explicou cada passo dessa jornada, que considera revolucionária para enfrentar novos e antigos desafios da saúde pública. O “coração” do processo produtivo, explica Krieger, é a utilização do mesmo banco de células e da mesma semente de vírus que os desenvolvedores da vacina usaram, para garantir que se chegue aos mesmos resultados dos testes clínicos que confirmaram a eficácia e a segurança do imunizante. 

“Em todo o processo de transferência de tecnologia, a parte mais importante, e que normalmente fica até para o final do processo, é o recebimento desse banco de células e banco de vírus, porque agora a gente tem as condições de iniciar todo o processo de produção a partir de células que já foram analisadas, classificadas, e com que a gente já tem garantias de que terá o produto esperado”, diz Krieger. “Já temos aqui todo o coração da tecnologia, o que normalmente aconteceria em 10 anos”.

Vacina da Novavax tem eficácia de 90% contra Covid-19, aponta estudo preliminar

A Novavax divulgou, nesta segunda-feira (14), dados preliminares que apontam uma eficácia geral de 90% em sua vacina contra a Covid-19, e de 100% contra casos moderados e graves da doença. Os resultados ainda não foram publicados em revista científica.

A empresa não esclareceu se os 90% de eficácia geral incluíam casos assintomáticos da doença ou apenas casos leves.

Veja principais pontos do estudo:
  • Os índices se referem a um estudo de fase 3, o “Prevent-19”, feito com 29.960 pessoas nos Estados Unidos e no México.
  • A cada 2 participantes que receberam a vacina, 1 recebia um placebo (substância inativa).
  • Houve 77 casos de Covid-19 entre os participantes; 63 estavam no grupo placebo (que não recebeu a vacina) e 14 no grupo da vacina. Todos os casos observados no grupo da vacina foram leves.
  • Foram observados 10 casos moderados e 4 casos graves, todos no grupo placebo, resultando em uma eficácia da vacina de 100% contra doença moderada ou grave.
  • Contra variantes de preocupação e variantes de interesse, a eficácia da vacina foi de 93,2% (veja detalhes mais abaixo).
  • A empresa anunciou que a vacina teve 91% de eficácia entre as populações de “alto risco” – como pessoas com 65 anos ou mais, com comorbidades ou com exposição frequente ao coronavírus. Nessas populações, houve 62 casos de Covid no grupo placebo e 13 no da vacina. A Novavax não detalhou, entretanto, quantos casos ocorreram em cada uma dessas populações e nem divulgou uma eficácia específica para pessoas de 65 anos ou mais.

Ministério da Justiça autoriza uso da Força Nacional na Terra Yanomami

O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou o uso da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à Terra Indígena Yanomami, maior reserva indígena em extensão territorial do Brasil. A região fica às margens do rio Uraricoera, em Alto Alegre, Norte de Roraima, e desde o dia 10 de maio é palco de uma série de conflitos armados entre garimpeiros e povos indígenas. No fim do mesmo mês, o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o governo tomasse medidas para proteger a Terra Yanomami.

A portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta segunda-feira (14) foi assinada pelo ministro Anderson Torres e tem validade de 90 dias, prorrogáveis. De acordo com o documento, o apoio da Força Nacional será destinado às “atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado”.

No Seridó, criança morre após ser atropelada

Uma criança de 10 anos morreu após ser atropelada na tarde deste domingo (13) em Acari, na região Seridó potiguar. A motorista suspeita do atropelamento, que estava alcoolizada, foi presa pela polícia.

Nathan Pablo Félix, de 10 anos, estava brincando, andando de bicicleta em uma pista de ciclismo. Segundo a polícia, ele se sentou em uma calçada, para ajeitar a corrente da bicicleta, quando o carro teria sobrado em uma curva e o atingido.

Segundo a Polícia Militar, a motorista era uma mulher de 30 anos, que fugiu do local do acidente sem prestar socorro à vítima. Ela foi localizada e detida momentos após o atropelamento e testes do bafômetro apontaram que ela estava alcoolizada.

Covid-19: Butantan entrega mais 1 milhão de doses de vacina ao PNI

O Instituto Butantan entregou hoje (14) ao Ministério da Saúde um lote de 1 milhão de doses da vacina CoronaVac contra a covid-19. Essa remessa é parte dos 5 milhões de doses previstos para serem liberados ao longo do mês de junho para o Programa Nacional de Imunizações (PNI).

O novo lote de 5 milhões de doses está sendo produzido a partir dos 3 mil litros de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) recebidos no último dia 5 de maio. Desse total, já houve a liberação de 1,8 milhão de vacinas desde sexta-feira (11), quando foram entregues 800 mil doses. As doses disponibilizadas hoje contemplam o segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de vacinas. O primeiro, de 46 milhões, foi cumprido no dia 12 de maio. 

Segundo informações do Instituto Butantan, o envase da matéria-prima foi iniciado no dia 27 e terminou na madrugada do dia 30. Parte das doses já envasadas está em outras etapas do processo produtivo, como inspeção de controle de qualidade. O Butantan informou ainda que até o fim de junho receberá um novo lote de 6 mil litros de IFA para a produção de mais 10 milhões de doses.

Relatório do LAIS aponta benefícios com a imunização no RN

Mesmo com o aumento nos pedidos de leitos para o tratamento da covid-19 durante as duas últimas semanas de maio, o Rio Grande do Norte começa a demonstrar uma reação quanto a pandemia do coronavírus, vivenciada em todo o mundo. Essa reação se deve ao fato de o estado ter avançado na imunização dos grupos prioritários, principalmente, idosos acima de 60 anos. É o que aponta o novo relatório do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), utilizando como fonte as informações das plataformas Coronavírus RN, RegulaRN e RN Mais Vacina, todas integrantes do ecossistema tecnológico criado pelo LAIS para o enfrentamento à pandemia.

O documento traz, também, a lista dos municípios que mais solicitaram internações pela covid-19 no período entre os dias 1 e 9 de junho. De acordo com o diretor executivo do LAIS, professor Ricardo Valentim, esses dados são fundamentais na tomada de decisão quanto às medidas restritivas necessárias a serem adotadas pelas gestões municipais.

Valentim ressalta também que quando são observados os dados acumulados durante toda a pandemia, a respeito dos pedidos por internações (solicitações por 1.000 habitantes) em leitos covid-19 por município do RN, observa-se que o município de Pau dos Ferros é o responsável pelo maior número de solicitações para internar pacientes com covid-19. “Portanto, a situação de Pau dos Ferros deve ser observada com bastante atenção”, reforça ele.

O documento completo pode ser acessado clicando AQUI.