Caern instala sistema de bombeamento em açude para viabilizar abastecimento em Currais Novos

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) iniciou a operação do sistema de bombeamento instalado no Açude Dourado, para viabilizar o abastecimento de água na cidade de Currais Novos. O açude entrou no nível de volume morto, e com isso a água não tinha mais força suficiente para passar pela comporta, até o ponto de captação.

Para resolver o problema, a Caern teve que instalar uma bomba para levar a água até o ponto de captação flutuante, no açude. Com o nível atual, o sistema de bombeamento garante fornecimento do produto pelos próximos 30 dias, com uma margem de segurança de cinco dias para mais ou para menos. Diante da situação atual, a companhia reforça o pedido à população que use a água de forma consciente, evitando desperdícios.

Operação do MP Eleitoral apura doação irregular de terrenos pela Prefeitura de Jucurutu

Prefeitura-de-JucurutuO Ministério Público Eleitoral do Rio Grande do Norte deflagrou nesta segunda-feira (9) a operação Cabresto, que apura a doação irregular de terrenos pela Prefeitura de Jucurutu para fins eleitoreiros. A investigação é do Ministério Eleitoral da 27ª zona, em conjunto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), orgão do MPRN, e apoio da Polícia Militar.

A ação visa descortinar um esquema delituoso instalado na prefeitura, onde o ex-prefeito George Retlen Costa Queiroz teria montado uma “central de doação de imóveis”, concedendo direitos reais de uso de 616 terrenos para inúmeras pessoas, sem observância do procedimento legal, sem verificação de alguma carência dos favorecidos, sem manifestação jurídica, sem publicidade e sem autorização do poder legislativo. Desse total, 487 bens públicos foram “doados” a particulares nas proximidades da eleição municipal de 2016, época em que George Queiroz foi candidato à reeleição.

Ao todo, os bens desviados pelos integrantes do grupo criminoso foram avaliados em R$ 4.546.080,00, com determinação de sequestro de tal valor pelo Juízo da 27ª Zona Eleitoral. Além do sequestro dos bens, foram cumpridos nas residências de todos os investigados e na sede de uma empresa, 11 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Jucurutu e Natal, com a participação de 12 promotores de Justiça, 17 servidores e 38 policiais militares.

Água acumulada nas barragens do Rio Sabugi vem garantindo sobrevivência humana e animal

5428353c-a152-4409-89c4-cc9c274ec05fNa manhã desta sexta-feira (06) o 2º secretário do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu e coordenador da comissão de acompanhamento de alocação de água do sistema hídrico Sabugi/ Carnaúba, José Procópio de Lucena esteve visitando nove barragens localizados no Rio Sabugi, dentro do planejamento de monitoramento que o CBH-PPA realiza das condições hidrológicas da calha do Rio.

Foram visitadas as barragens localizadas nos sítios Macambira, Santa Cruz, Cachoeira, Bom Jesus, Carrapateira, Vila 2 do Sabugi, além das do DNOCS, Lúcio Lucino, e da Família Sevi. Os reservatórios receberam água por um período de 27 dias entre agosto e setembro deste ano, do Açude Santo Antônio em São João do Sabugi, amenizando o sofrimento humano e animal de 150 famílias de agricultores, por causa da estiagem e baixo volume dos reservatórios.

De acordo com Procópio, a visita serviu para constatar a felicidade dos agricultores com a chegada das águas nas barragens, e a concordância de que a gestão adotada pelo sistema de recursos hídricos envolvendo Comissão de Alocação de Águas do Santo Antônio, Ana e comitê através de pulsos, ao invés de deixar a comporta aberta com uma vazão estabelecida!

“A quantidade de água que se encontra hoje nas barragens e calha do rio deu uma maior garantia hidrológica as aos agricultores para que mantenham seus plantios, uso para rebanho e doméstico até a próxima quadra invernosa”, explicou Procópio.

AMSO promove palestra para debater Eleições 2020

AMSO-PALESTRA-ELEIÇÕES20200-5A Associação dos Municípios da Microrregião do Seridó Oriental-AMSO, realizou na tarde desta terça-feira (26) mais uma reunião de capacitação com representantes de vários municípios. Na pauta o debate que norteará 2020. A palestra que aconteceu no auditório da associação, em Currais Novos, trouxe como tema “Como fazer campanha política”. Assuntos como pesquisa eleitoral, planejamento de campanha e a nova regra eleitoral foram discutidos. Uma parceria com o escritório Falconi Camargos, Barbosa Wanderley advogados e consultores, possibilitou a ação.

A palestra foi proferida pelo professor Clovis Miyachi, cientista político, coordenador do Núcleo de Estudos Políticos da Democracia – NEPD, e pesquisador da Universidade de Pernambuco. Dono de um invejável currículo, o cientista político Clovis Miyachi teve um relevante papel na vitória do Juiz  Wilson Witzel na eleição para governador do Rio de Janeiro.

Moradores do entorno da Barragem de Oiticica participam campanha educativa

Os moradores do entorno do Complexo Barragem de Oiticica, participam nesta quarta-feira (20) do dia “D” da campanha educativa de conhecimento a mais uma etapa da obra da Barragem de Oiticica. O objetivo é mobilizar a população local a participar de palestras, orientações e cuidados sobre a supressão vegetal da bacia hidráulica da barragem. Essa etapa consiste na retirada da vegetação nativa da área que será inundada, necessária para evitar que o material orgânico comprometa a qualidade da água que chegará até os beneficiados pelas obras da barragem.

Nesta fase, alguns animais podem começar a migrar em busca de abrigos, aumentando a chance de ocorrências com cobras, escorpiões, aranhas, entre outros. Além disso, problemas com caça, tráfico de animais silvestres, transporte de lenha, bem como queimadas podem ser tornar comuns e todos precisam estar orientados a como proceder em cada situação.

Com as orientações aos moradores locais por meio da campanha educativa, o governo do RN visa mostrar a importância da responsabilidade ambiental compartilhada com todos, em defesa da conservação das nossas áreas protegidas, preservando ao máximo nossa fauna e nossa flora.

Seca: irrigantes de Jardim de Piranhas são notificados

IMG000000000218149A Agência Nacional de Águas (ANA), a Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA/PB) e o Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (IGARN) notificaram 90 irrigantes a reduzirem áreas irrigadas durante campanhas conjuntas de fiscalização de usuários de água na bacia do rio Piranhas-Açu, região entre a Paraíba e o Rio Grande do Norte, que passa por forte seca, entre setembro e outubro.

No total, houve 40 notificações em Pombal (PB), 30 em Paulista (PB), 13 em São Bento (PB), quatro em Jardim de Piranhas (RN) e três em Cajazeirinhas (PB). A maioria dos usuários foi advertida e alguns foram multados. Caso não reduzam suas áreas irrigadas, os usuários serão multados em valores que podem chegar a R$ 10 mil por dia.

A seca no Piranhas-Açu

O rio Piranhas-Açu continua em situação extremamente crítica devido à seca iniciada em 2013, que levou à queda do volume acumulado nos principais reservatórios da bacia, como o Coremas e o Mãe d’Água. A irrigação chegou a ser totalmente suspensa em 2015 e o reservatório de Coremas chegou a atingir seu volume morto em 2016.

Em julho deste ano, o volume de Coremas estava em 16,2% (120,6 bilhões de litros) e pode atingir 5,5% (41,2 bilhões de litros) em junho de 2020, caso não ocorra aporte de chuvas em 2020, conforme previsões do termo de alocação de água.

A vazão defluente (liberada) prevista no termo de alocação de água seria 2,5m³/s de julho a dezembro de 2019. No entanto, em setembro deste ano, foi necessário aumentar a defluência para 3m³/s para garantir a captação de água para abastecimento da população de cidades ao longo do Piranhas-Açu. Mais informações no Portal do Governo através do link 

 

 

Reunião Territorial debate artesanato em Currais Novos

No processo de diagnóstico para elaboração do Plano Estadual do Artesanato do Rio Grande do Norte, com previsão de finalização em 2020, o Governo do Estado realizada nesta terça-feira, 19, a Reunião Territória de Artesãos do Seridó, no auditório A do prédio do Ceres-UFRN, em Currais Novos.

A Coordenadora de Projetos Especiais (Coep) da Sethas (Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social), Elizângela Cardoso, diz que este é um momento importante de participação de todos que estão envolvidos na cadeia produtiva do artesanato potiguar, do artesão/artesã, passando por entidades representativas, aos gestores municipais.

A reunião Territorial do Seridó é mais um espaço na elaboração do diagnóstico situacional da atividade, explica Elizângela Cardoso, responsável pela metodologia de diagnóstico que vai culminar com o Plano Estadual de Artesanato. “Por isso, estão todos convidados para a reunião”.

Governo do RN garante continuidade de Combate à Desertificação no Seridó

desertificacao-1O Governo do Estado garante que já começou a planejar a continuidade do Piloto de Combate à Desertificação no Semiárido do Seridó, realizado pelo Projeto Integrado de Desenvolvimento Sustentável do RN – o Governo Cidadão – com recursos do empréstimo do Banco Mundial. O objetivo é assegurar a continuidade das ações direcionadas à recuperação de solos degradados, à conservação da caatinga e à geração de trabalho e renda pela adoção de tecnologias sociais.

Com o fim do projeto no âmbito do Governo Cidadão, encerra-se também o contrato com a empresa de assistência técnica que dava apoio às 203 famílias vinculadas às nove associações beneficiadas nos municípios de Parelhas, Equador e Carnaúba dos Dantas. O acompanhamento passará a ser feito por órgãos públicos estaduais e parceiros no projeto premiado este ano pela Fundação Getúlio Vargas como modelo de desenvolvimento sustentável na agricultura familiar.

Um seminário para apresentação de resultados e planejamento do futuro, foi realizado nessa segunda-feira (11/11), no campus do IFRN em Parelhas, com beneficiários, agentes públicos e representantes de instituições da sociedade civil. Os números exibidos no evento demonstram que o Piloto difundiu a consciência conservacionista, melhorou a infraestrutura produtiva e criou oportunidades de trabalho e renda para os agricultores familiares. O investimento total de cerca de R$ 3 milhões (em média, R$ 13 mil por família) resultou, em várias obras e ações.

Leia mais no Portal do Governo

Seridó será contemplado com construção de 15 novas queijeiras

Parelhas_Queijeiras - Demis Roussos (2)O Governo do Estado está investindo na construção de 15 novas queijeiras no Seridó Potiguar, que é o coração da produção artesanal de derivados do leite no Rio Grande do Norte. As obras representam uma aplicação de R$ 6,6 milhões, com uma contrapartida de R$ 921 mil feita pelos beneficiários, trazendo uma mudança inédita na vida de quem trabalha naquela que está entre as mais tradicionais cadeias produtivas potiguares.

A solenidade foi realizada na sede da Cooperativa Agropecuária do Seridó (Capesa), que reúne as 15 queijeiras beneficiadas e é uma das duas entidades selecionadas no edital de leite e derivados. O processo que é coordenado pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape) e pelo projeto Governo Cidadão, com financiamento do Banco Mundial, ainda vai construir mais 24 queijeiras. O projeto ainda conta com a parceria do Sebrae-RN, através do escritório de Caicó.

As novas queijeiras serão feitas em nove cidades: Currais Novos, Parelhas, Acari, Jucurutu, Timbaúba dos Batistas, Tenente Laurentino Cruz, Carnaúba dos Dantas, Florânia e Santana do Seridó.

UFRN planeja projeto têxtil para oficinas de costura de Parelhas

Facção-de-costura.Moraes_Neto-730x400Com o intuito de fomentar a economia e o desenvolvimento social do estado, o reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN, José Daniel Diniz Melo, se reuniu com o prefeito de Parelhas, Alexandre Petronilo, para discutir o projeto de implantação de uma central de cortes de tecidos, que visa fomentar a produção têxtil da região do Seridó potiguar.

O prefeito de Parelhas explicou que a implantação de uma central de cortes nas oficinas de costura pode desenvolver a produção têxtil do estado, permitindo que a maior parte dos processos de produção de roupas seja desenvolvido no RN, visto que hoje algumas etapas acontecem em outros estados.