Após morte de irmão, Bento XVI recebe carta de Francisco

]O papa Francisco enviou uma carta a Bento XVI pela morte de seu irmão, o padre Georg Ratzinger, 96 anos, ocorrida na última quarta-feira (1º). Na mensagem, divulgada nesta quinta (2) pelo Vaticano, o Pontífice diz que o papa emérito teve a “delicadeza” de comunicar-lhe primeiro sobre o falecimento de Georg e expressa seus “mais sentidos pêsames” e sua “proximidade espiritual neste momento de dor”.

“Asseguro minhas orações de sufrágio pelo lamentado defunto, a fim de que o Senhor da vida, em sua bondade misericordiosa, o introduza na pátria do céu e conceda a ele o prêmio preparado para os fiéis servidores do Evangelho”, escreveu Francisco.

“E rezo também pelo senhor, Santidade, invocando ao Pai, por intercessão da Beata Virgem Maria, o apoio da esperança cristã e a terna consolação divina”, acrescentou.

Georg estava doente e faleceu na cidade alemã de Regensburg, onde passou a maior parte de sua vida. Com a morte do irmão mais velho, Bento XVI perdeu o último membro de sua família ainda vivo. Joseph Ratzinger ainda teve tempo de visitar Georg em Regensburg, entre 18 e 22 de junho deste ano, em sua primeira viagem internacional desde a renúncia ao pontificado, em 2013.

Novo vírus da gripe com ‘potencial pandêmico’ é encontrado na China

113157156-gettyimages-1151096351Uma nova cepa do vírus da gripe com potencial de causar uma pandemia foi identificada na China, segundo um novo estudo. Essa linhagem surgiu recentemente e tem os porcos como hospedeiros, mas pode infectar seres humanos, dizem os autores da pesquisa.

Os cientistas estão preocupados com o fato de que ela poderia sofrer uma mutação ainda maior e se espalhar facilmente de pessoa para pessoa e desencadear assim um surto global. Eles dizem que a cepa tem “todas as características” de ser altamente adaptável para infectar seres humanos e precisa ser monitorada de perto. Como se trata de uma nova linhagem do vírus influenza, que causa a gripe, as pessoas podem ter pouca ou nenhuma imunidade a ela.

China aprova uso de vacina contra covid-19 em militares

BB167tuJAs Forças Armadas da China receberam aval para uso interno de uma vacina contra a covid-19. O agente imunizador foi desenvolvido pelo Instituto de Biotecnologia de Pequim, que integra a Academia Militar de Ciências Médicas, e pela empresa de biotecnologia CanSino Biologics.

Em ofício nesta segunda-feira (29/06), a companhia registrada em Hong Kong afirmou que os dados dos testes clínicos mostraram que a vacina, chamada Ad5-nCoV, possui um bom perfil de segurança e tem “potencial de prevenir doenças causadas pelo Sars-Cov-2”.

Segundo a empresa, o uso interno nas Forças Armadas foi aprovado pelo Comitê Central Militar da China em 25 de junho, pelo período de um ano.

“A Ad5-nCoV é limitada para uso militar e sua utilização não pode ser expandida para uma extensão mais ampla de vacinação sem a aprovação do Departamento de Apoio Logístico”, informou a CanSino, se referindo ao departamento do Comitê Central Militar que aprovou o uso da vacina.

Número de casos de coronavírus no mundo supera 10 milhões

CORONAVÍRUSO número de casos de coronavírus (covid-19) em todo o mundo ultrapassou 10 milhões, e o número de mortos se aproxima de 500 mil, enquanto o número de casos continua crescendo nos Estados Unidos, com alguns estados revertendo o movimento de reabertura.

Nos EUA foram registrados mais de 42.000 casos no sábado, de acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins. O resultado é inferior aos 45.255 registrados na sexta-feira, mas representa o segundo dia seguido com um registro diário acima de 40 mil casos.

Em termos globais, os EUA representam mais de 25% dos casos, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. Em todo o mundo mais de 499 mil pessoas morreram de covid-19, sendo 125 mil nos EUA.

Tremor de magnitude 7,4 atinge o México

Um forte terremoto de magnitude 7,4 atingiu a costa sul do México nesta terça-feira (23), de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). O número de mortos pelo terremoto que atingiu a região sul de Oaxaca no México aumentou para quatro, informou a defesa civil mexicana.

O abalo foi sentido no centro da capital, a Cidade do México, que está a centenas de quilômetros de distância do epicentro. O tremor chegou a fazer soar os alertas de autoridades para a possibilidade de tsunami na costa do Pacífico.

Países que tiveram sucesso contra Covid-19 estão vendo casos ressurgirem, alerta OMS

omsMuitos países que tiveram sucesso no enfrentamento do coronavírus estão testemunhando um aumento de casos devido a aglomerações religiosas ou de lazer, ou em locais fechados, como clubes noturnos ou dormitórios, desde que relaxaram as restrições, disseram autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira.

Também nesta segunda-feira, a Coreia do Sul disse pela primeira vez que está às voltas com uma “segunda onda” de infecções nos arredores de Seul, provocada por surtos pequenos, mas persistentes, resultantes de um feriado comemorado em maio.

“Neste momento, há muitos países que tiveram sucesso em suprimir a transmissão e colocar a transmissão de pessoa a pessoas em um nível baixo que estão começando a ver um aumento de casos”, disse Maria Van Kerkhove, epidemiologista e principal autoridade técnica da OMS para a pandemia, citando a Coreia do Sul como uma delas.

Facebook remove anúncio de Trump que incluía símbolo nazista

BB15G1m2O Facebook removeu um anúncio publicado pela campanha eleitoral do presidente americano, Donald Trump, que atacava a esquerda e mostrava um triângulo vermelho invertido, símbolo usado pelos nazistas para designar os presos políticos nos campos de concentração.

“Removemos estes anúncios e publicações, porque infringem nosso regulamento sobre o ódio organizado”, declarou um porta-voz da rede social americana nesta quinta-feira.

“Não autorizamos símbolos que representam organizações ou ideologias de ódio, a menos que seja para condená-las”, assinalou Nathaniel Gleicher, diretor de normas de segurança cibernética da rede social, ao ser questionado nesta quinta-feira (18), no Congresso, sobre um artigo do jornal “The Washington Post” que revelava a existência do anúncio.

Pequim anuncia que foco de Covid-19 está sob controle

A cidade de Pequim, na China, conseguiu colocar o foco de novos casos de Covid-19 “sob controle”, anunciou nesta quinta-feira (18) o chefe-epidemiologista do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), Wu Zunyou. Em uma coletiva de imprensa, o responsável pelo órgão explicou que a maior parte dos casos foi registrada entre vendedores de frutos do mar, carne bovina e de carneiro do mercado de Xinfadi, no sudeste da capital, e o pico de contágios ocorreu no dia 13 de junho.

Conforme os números apresentados pelo CDC chinês, foram 158 contaminados em uma semana, com 21 confirmações nesta quarta-feira (17). “Isso não quer dizer que não teremos novos casos amanhã. A curva prosseguirá por algum tempo ainda, mas o número de casos será sempre mais baixo”, acrescentou Zunyou.

OMS diz esperar vacina ainda neste ano e discute forma justa de distribuição

vacinaA cientista-chefe da Organização Mundial de Saúde (OMS), Soumya Swaminathan, declarou nesta quinta-feira (18) que espera ter “algumas centenas de milhões de doses” de uma vacina para a Covid-19 até o fim do ano. Nenhuma foi aprovada até agora, mas há cerca de dez sendo testadas, disse Swaminathan.

“Há pelo menos 200 vacinas candidatas em algum estágio de desenvolvimento”, afirmou Swaminathan. “Mas há 10 sendo testadas em humanos. Três dessas estão entrando em fase 3 [a última] nas próximas semanas”.

“Estamos entrando em outra fase agora, testes de fase 3, que são aqueles que vão provar definitivamente se uma vacina é eficaz e segura”, explicou Swaminathan. Com os resultados da fase 3, acrescentou a cientista-chefe, é possível passar à produção em massa das vacinas.

Pequim eleva nível de alerta sanitário por surto “extremamente perigoso” de coronavírus

Pequim aumentou seu alerta sanitário para o nível dois (em uma escala de quatro em que o nível um é o mais grave) na noite desta terça-feira, devido ao surto de coronavírus relacionado com o principal mercado de alimentos da capital da China, o Xinfadi.

O Governo municipal considera a situação “extremamente grave”, declarou seu porta-voz, Xu Hejiang, embora ao longo do dia tenham sido registrados menos casos novos confirmados, 27, do que nos dois dias anteriores, quando chegaram a 36. Os especialistas alertam que as próximas 48 horas serão cruciais para determinar se o foco foi contido a tempo e está sob controle.

Como parte das medidas adotadas com este recuo na reabertura de Pequim, todas as escolas fecharão suas portas ―as aulas presenciais voltarão a ficar suspensas da pré-escola até o ensino superior, poucas semanas depois de terem sido retomadas. Também foi recomendado o teletrabalho na medida do possível, e a partir desta quarta-feira o acesso a locais públicos, como parques, bibliotecas e museus, será limitado a 30% da capacidade.

Para entrar em qualquer complexo residencial será necessário se submeter a uma medição de temperatura, e as máscaras voltarão a ser obrigatórias nas ruas. Também foram impostas restrições ao transporte: segundo o Global Times, os dois aeroportos da capital suspenderam seus voos interprovinciais.