Carro é engolido por buraco, no bairro da Candelária, em Natal.

As chuvas registradas entre a madrugada e a manhã desta quarta-feira (29) trouxeram transtornos aos natalenses. Além de problemas com vias alagadas, o excesso de água causou danos sérios na rua Raimundo Chaves, em Candelária, onde uma enorme cratera engoliu um carro com duas pessoas.

De acordo com o relato das vítimas, que não sofreram ferimentos graves, o acidente aconteceu no momento em que eles chegavam em casa por volta das 3h45. Enquanto esperavam pelo portão abrir, sentiram o chão ceder e foram sugados para dentro do buraco, só conseguindo sair após quebrarem os vidros do Punto branco de placas NNO 1601.

“Minha irmã estava no carro com uma amiga e, quando chegou em casa e foi esperar o portão abrir, a pista cedeu e o carro desceu junto. De dentro do carro, ela ligou para o Samu, mas teve que desligar a ligação porque começou a entrar lama e água e ela ficou com medo de ser soterrada. Então, ela começou a bater os pés no vidro e conseguiu sair do carro. Eu sou médica, estava de plantão e fui correndo quando ela me ligou. Providenciamos um isolamento e ligamos para registrar a ocorrência. Os bombeiros chegaram por volta das 7h. Ali já tinha um buraco perto da calçada de mais ou menos um metro. Por sorte, não houve nenhuma vítima fatal nem as tubulações de gás se romperam”.

Equipes dos bombeiros estiveram no local, assim como técnicos da Caern e Cosern, resposáveis por cortar a rede de água e luz da rua, para a retirada do automóvel.

Estragos também foram registrados na Via Costeira, onde parte do calçadão desabou. O trecho, próximo ao Hotel BRA, no Sentido Roberto Freire-Praia do Meio, cedeu e engoliu parte do passeio público, chegando muito próximo à pista. Apesar do ocorrido, o trânsito corria normalmente no local durante ao início da manhã.
Outro local que sofreu as consequências da força da chuva foi a Rua General Gustavo Cordeiro de Farias, onde o asfalto cedeu e um buraco de cerca de um metro de diâmetro se abriu. O trecho, localizado pouco antes da ladeira de Marpas, na Ribeira, traz risco aos motoristas.

De acordo com o coordenador geral da Defesa Civil, coronel Marcos Pinheiro, equipes da Prefeitura estão monitorando as ruas da cidade para identificar problemas que possam causar risco à população. Segundo ele, as equipes têm a missão de identificar os problemas e encaminha-los para as secretarias municipais, que serão responsáveis pelos possíveis reparos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *